terça-feira, 29 de abril de 2014

Falta a banana

Hoje um dos barcos da Transtejo ficou à deriva esperando a abordagem de uma lancha da Policia Marítima.
O motivo desta pirataria em pleno Tejo esteve relacionado com o espancamento de um idoso por parte de um imigrante africano. Este, sem motivo aparente, agrediu selvaticamente durante vários minutos um senhor com idade para ser seu avô.
O caso não assumiu piores proporções porque duas jovens se interpuseram entre o agressor e a vitima. É verdade, um barco cheio de gente e são duas mulheres a defender um velho. Já não há "Omens" em Portugal, apenas indivíduos do sexo masculino. Eu disse que isso de acabar com o serviço militar obrigatório ia dar mau resultado, há uns vinte anos atrás o selvagem tinha regressado às origens a nado.

3 comentários:

João Vaz disse...

A SIC dedicou hoje vários minutos ao caso da banana, mas sobre isto não falaram. Não devem ter tido conhecimento...

Vasco Dionísio disse...

Fonte ocular disse-me que foi arrepiante. o homem tinha perto de setenta anos e teve cinco minutos a levar pancada. Quando o barco atracou teve de ser assistido. Quanto ao animal, disse à policia que não queria apresentar queixa?!?!?! e saiu pelo próprio pé em direcção à Cova da Piedade...

João Vaz disse...

É por isso também que metem cada vez mais nojo os jornais e as televisões. Notícias sobre isto? nada. Hoje li o JN e o CM e nada. das televisões já nem se fala. Se fosse um branco a espancar um preto teríamos pano para mangas.